PORTAL DE CONTEÚDO

Polêmica dos Clareadores e Produtos a base de Hidroquinona

IMAGEM E TEXTO: O Assessor

Atualmente os cuidados com a pele está presente na rotina dos homens e da maioria das mulheres, incluem diversos tipos de cremes, ácidos, pomadas, hidratantes, regeneradores e antioxidantes. Todo esse arsenal serve para lidar com qualquer tipo de problema que possa ameaçar o imaculado tecido da pele, deixando-o lisinho e, de preferência, completamente uniforme. A hidroquinona é mais um desses produtos que prometem grandes milagres dermatológicos.

Usada para clarear manchas, a hidroquinona é assunto de debates acalorados entre seus defensores e seus inquisidores. Muitos  dermatologistas afirmam que tanta discussão se deve ao fato de que o produto precisa ser utilizado da maneira correta, do contrário pode causar uma série de efeitos colaterais.

Outros dermatologistas consideram Hidroquinona segura desde que usada em pequenas quantidades. Quantidades excessivas de Hidroquinona resultou em pessoas com pele descamando e os efeitos de branqueamento da pele se inverteu tornando-o mais escuro do que estava quando iniciaram o tratamento.

Hidroquinona também reage mal ao sol. Se você aplicar um creme com base de hidroquinona e sair para o sol, vai acelerar o processo de melanina e deixar a pele mais escura. Além disso, se você parar de usar a hidroquinona os efeitos são revertidos então você tem que continuar a usá-lo (isso acontece se você não proteger sua pele com um bom filtro solar mesmo após finalizar o tratamento).

Não é aconselhado usar por longo períodos pois pode causar ocronose,que surgem em pessoas que fazem uso prologando do creme.

O que é a hidroquinona?

É um difenol, substância eminente redutora. Foi descoberta durante a 2ª Guerra Mundial, pois causou Leucoderma Ocupacional nas mãos e/ou antebraços de operários negros que usavam luvas de borracha.

A hidroquinona é um composto orgânico aromático, “utilizado para clarear manchas escuras na pele”. Vendido sob diversas denominações, o produto funciona como uma substância despigmentante, ajudando a inibir a produção de melanina pelas células e bloqueando seu acúmulo. Essa função é o que dá o efeito de diminuição das manchas escuras, marcas de acne e até mesmo sardas.

Quais os efeitos colaterais do mau uso da hidroquinona?

Em primeiro lugar, a hidroquinona pode causar uma hipersensibilidade da pele ao contato da luz solar, o que significa que ela estará mais propícia a desenvolver novas manchas. Isso pode fazer com que o tratamento para uma área determinada acabe prejudicando outras.

Alguns pacientes relatam, durante o uso do medicamento, uma certa vermelhidão na pele, além de coceira e ressecamento, esses problemas só podem ser evitados por meio do uso correto do produto, sempre com a orientação de um profissional de dermatologia.

Vários dermatologistas indicam que é preciso começar com uma concentração bem leve e aumentar essa concentração aos poucos, principalmente no verão, não é recomendado utilizar o produto, caso a paciente decida ir à praia, por exemplo.

Devido a essas complicações e à sua possível ação carcinogênica (ainda não comprovada), o órgão regulador FDA nos EUA propôs a proibição da venda de hidroquinona nas farmácias e também foi proibida na Europa desde 2001.

No Brasil, é liberada pela Anvisa, que, no entanto, também estuda restringir seu uso. Por enquanto, a concentração máxima permitida em dermocosméticos é de 2%; já nos produtos manipulados, pode chegar até 4%. Derivada do benzeno, considerado tóxico, ela destrói as células produtoras de melanina e remove a pigmentação.

Parecer do FDA:

A hidroquinona, já proibida na Europa, Estados Unidos, a FDA anunciou que estudos adicionais de segurança são necessários para evitar risco de potencial carcinogênico quando aplicado em seres humanos. Produtos que contém hidroquinona mesmo em baixas concentrações (1,0- 2,0%) podem provocar ocronose exógena, um escurecimento negro azulado da pele que requer imediata descontinuação do tratamento. A maioria dos pacientes que desenvolvem esta condição é da raça negra, podendo, também ocorrer em caucasianos e hispânicos. No meio desta revisão, o FDA propôs uma nova regra para estabelecer que os produtos despigmentantes que contenham hidroquinona sejam enquadrados, a partir de então, na categoria OTC (Over the counter) uma vez que não estão reconhecidos como seguros e eficazes. Desta maneira, o FDA pretende diminuir o número de casos de ocronoses que ocorrem nos EUA.

Como evitar os efeitos colaterais da hidroquinona?

O acompanhamento médico é expressamente indicado para qualquer tipo de tratamento de saúde, mesmo os de uso tópico, como acontece com a hidroquinona. Consultar um profissional e dar a ele todas as informações necessárias a respeito do seu histórico clínico, antes de iniciar um tratamento novo, reduz as possibilidades de enfrentar problemas decorrentes de alergias e irritações, por exemplo.

Dermatologistas ressaltam a importância de seguir o tratamento de acordo com o que for designado. No caso da hidroquinona, o ideal é usar à noite, sempre acompanhada de um protetor solar pela manhã, além de nunca utilizar o produto sem prescrição médica.

Esse tipo de cuidado permite que seu organismo tire o melhor proveito do tratamento e não sofra com reações inesperadas, que podem ser dolorosas, deixarem marcas permanentes na sua pele e até mesmo trazer danos mais sérios para a saúde

Contraindicações

A Hidroquinona é contraindicada na gravidez, amamentação, crianças com menos de 12 anos, sobre a pele irritada, em grandes áreas do corpo e em caso de queimaduras provocadas pelo sol.



Fonte: Este post teve como apoio várias referências online, tendo como principal fontes os links mencionados abaixo:

https://www.tuasaude.com/hidroquinona-clariderm/

https://www.dicasdemulher.com.br/hidroquinona/

http://www.medicinenet.com/script/main/art.asp?articlekey=64167

https://www.dermage.com.br/dermage/paginas/Estudo-Hidroquinona.pdf

Fonte: Foto retirada deste link:

http://www.vaidadederme.com/2013/10/os-principais-ativos-que-clareiam-pele.html
WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 – WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699