ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PROMESSA DE PALANQUE NÃO CUMPRIDA POR EX-PREFEITO É COPIADA POR LUCAS POCAY


O ex-prefeito Claudemir Santos Alves (tio do atual prefeito Lucas Pocay), prometeu na campanha do ano de 2000 o contorno ferroviário e a implantação do sistema de VLT (veículo leve sobre trilhos), porém foi prefeito de Ourinhos entre os anos de 2001 a 2004 e as promessas ficaram só em cima do palanque.

No ano de 2015 emendas parlamentares foram aprovadas para o ponta pé inicial do contorno ferroviário em Ourinhos. O pleito teve início na gestão do ex-prefeito Toshio Misato e é considerado o maior projeto de mobilidade urbana do município.

É de conhecimento de todos que a ferrovia que corta a cidade, coloca em risco direto o povo, pois milhões de litros de combustíveis passam diariamente pelas áreas centrais do município. Além de risco a residências e comércios próximos à linha férrea, os transtornos ao trânsito da cidade são frequentes.

Segundo o deputado estadual Ricardo Madalena, a primeira etapa do projeto obteve êxito graças à parceria com o ex-prefeito Toshio Misato, dependendo agora apenas das licenças ambientais para licitar a obra.

Em fevereiro de 2017, o deputado federal Ourinhense, Capitão Augusto, solicitou ao ministro dos Transportes apoio para soluções imediatas, sugerindo mudança do pátio de manobras da empresa RUMO (antiga ALL). Segundo o ministro, não há nenhuma perspectiva de recurso financeiro para uma obra desse porte em curto ou médio prazo.

Diante disso, Capitão Augusto sugeriu medidas de menor impacto ao orçamento da União, apenas com a mudança das manobras de local, levando-as para fora da área urbana. Segundo matéria veiculada em jornal local, o valor da obra está orçado em torno de R$ 20,3 milhões de reais e deverá ser bancada com dinheiro público, pois a empresa RUMO, deixou claro que não há previsão de investimento privado para o Contorno Ferroviário.

Segundo informações veiculadas em maio de 2017, o projeto possuía apenas licença ambiental provisória, concedida pelo IBAMA – Instituto do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Segundo o deputado estadual Ricardo Madalena, a licença definitiva já estaria em Brasília aguardando análise para que a obra fosse licitada.

Aproveitando a promessa de palanque do projeto VLT (Veículos Leves sobre Trilhos) de autoria de seu tio Claudemir, o atual prefeito Lucas Pocay aproveitou para copiar a ideia e dizer ser seu o projeto, realizando a mesma promessa de palanque.

Em junho de 2017, o deputado estadual Ricardo Madalena anunciou a obtenção de licença definitiva no IBAMA e a entrega da GRU (Guia de Recolhimento da União) para o DNIT, liberando a execução da obra do Contorno Ferroviário, que tem como objetivo a retirada dos trilhos da zona urbana de Ourinhos, contornando pela zona rural próximo à divisa de estado, ladeando o rio Paranapanema.

O POVO PERGUNTA: Se está tudo certo para a realização do Contorno Ferroviário, por que de quase quatro meses após essa divulgação, nenhuma licitação foi anunciada para o início das obras?

ASSISTA O VÍDEO DA PROMESSA DO PREFEITO LUCAS POCAY, COPIANDO O PROJETO DE PALANQUE NÃO CUMPRIDO POR SEU TIO CLAUDEMIR