ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ERRO DE EXAMES EM VÁRIAS CRIANÇAS, ASSUSTAM MÃES NA UPA DE OURINHOS





Na data de ontem (15), segundo informações publicadas em modo público em um grupo de classificados da cidade, uma mãe indignada relatou uma grave denúncia.

Segundo a munícipe ourinhense B.S., ao procurar a UPA – Unidade de Pronto Atendimento de Ourinhos para atendimento de sua bebê de apenas 5 meses, que estaria com febre e tosse, um médico da unidade solicitou a realização de exame de sangue de sua bebê, até então tudo normal.

Bebê de apenas 5 meses

Ao chegar o resultado do exame, o problema se inicia, pois o resultado estava completamente alterado e incompleto. A munícipe informou que foram realizados exames em diversas crianças que estavam na unidade e que os resultados destas crianças também estavam alterados e incompletos.

“O laboratório responsável pelos exames da upa com os "profissionais" da madrugada, simplesmente mandaram todos, simplesmente TODOS OS EXAMES DAS CRIANÇAS alterados e incompletos!!! Resultados simplesmente absurdos que logo de cara fez com que o doutor se indignasse, pois a gravidade que estavam nos exames não convinham com o que ele estava observando nas crianças”, disse a mãe.

Novos exames foram solicitados na manhã seguinte para todas as crianças, prova e contra prova e tudo foi resolvido. Diante deste erro, além do risco, a “bebê sofreu ainda mais, pois já para o último exame não tinha mais veia para furar, tiveram até que tentar no pesinho dela, complicadíssimo isso.”

A senhora B.S. realizou o post como um alerta, “queria aqui deixar um recado a todos que precisam da saúde pública em Ourinhos, principalmente as que tem crianças assim como eu.”, disse ela.

“Um verdadeiro descaso o laboratório responsável pelos exames da upa, responsável pelos exames da madrugada!!! E fica aqui minha pergunta, e se o doutor tivesse acreditado no primeiro resultado e medicado todas as crianças conforme a gravidade que mostravam esses exames?”, disse a munícipe.

Este fato não é o único, pois nos comentários a munícipe G.P.G., disse: “Aconteceu isso com a filha da minha amiga, infelizmente o Dr. não teve o mesmo discernimento e pediu a internação onde ela se recusou a fazer e foi embora. Chamaram até o Conselho, até que refez o exame e viu que realmente estava errado.”

Outro comentário que chama a atenção, foi: “Quantas crianças corriam o risco em perder a vida, por causa de uma grande irresponsabilidade. Mães, caso tenham estes resultados de exames em mãos, cabe um processo a quem foi responsável pelos erros.”

A munícipe B.S. entrou em contato com o laboratório responsável e segundo ela, a resposta foi: “Os responsáveis pela alteração são de lá da Upa. Inclusive já até sabiam do que se tratava quando liguei, dando a entender que alguém já havia denunciado também! Só se mentiram para mim?! Mas ficamos à mercê disso, infelizmente!”

Segundo a munícipe B.S., ela já está tomando as providências cabíveis.

NOVA DENÚNCIA

Nos comentários, a munícipe C.S.I.H., realizou a seguinte denúncia da UPA – Unidade de Pronto Atendimento de Ourinhos: “Levei meu filho na upa e ele foi medicado pelo médico com bezetacil, de acordo com o peso que estava na ficha enviada pela pré consulta ao médico. Aí eu te pergunto se ele não foi pesado pela enfermeira de onde ela tirou aquele peso que estava na ficha? Onde está o erro, no médico ou na enfermeira da pré consulta? Na hora de tomar a injeção eu cobrei isso da enfermeira que iria aplicar a injeção e ela voltou para pesar meu menino e levou o peso para o médico, que prescreveu a dosagem certa.”


CURTA NO FACEBOOK