ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OMISSÃO DA PREFEITURA COLOCA EM RISCO O POVO DE OURINHOS





Infelizmente o histórico recente de Ourinhos traz tristes lembranças dos quase 2000 casos registrados no ano de 2015 e a atual administração da Secretaria Municipal de Saúde, que é de responsabilidade da secretaria Cássia Cristina Borges Palhas, não está cumprindo com suas responsabilidades colocando novamente o município em risco de uma epidemia.


Ourinhos é uma cidade com clima predominantemente tropical, marcado por períodos de sol e chuva que potencializam a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Devido às altas temperaturas dessa época do ano, o ciclo do mosquito que em temperaturas mais amenas leva até mais de 30 dias, pode cair para 12 dias. Um aumento direto na população do vetor.



Continua após publicidade...








O mosquito Aedes aegypti se prolifera de forma exponencial. Basta ele encontrar água parada, suja ou limpa que apenas uma fêmea pode gerar 1.500 mosquitos e para isso, só precisa fecundar uma vez em sua vida.

A grande quantidade de água parada no córrego situado na rua João Rolli no Jardim Matilde, PARALELA COM A RUA Maria Cavezali Mella é apenas um dos inúmeros pontos de proliferação do mosquito Aedes aegypti que não estão tendo a devida atenção da Secretaria Municipal de Saúde.


Outro ponto que serve de criadouro, foi criado recentemente pela própria Prefeitura Municipal de Ourinhos, que após realizar uma alteração improvisada entre os bairros jardim Oriental e vila Odilon, criou uma bacia, que está cheia de água há meses.


O povo de Ourinhos não deseja passar por esta situação novamente, onde milhares de cidadãos permaneceram de repouso, com a rotina diária de todos envolvidos direta e indiretamente afetadas, gerando prejuízos incalculáveis, sem falar do risco de óbitos em casos hemorrágicos.


CURTA NO FACEBOOK