ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FORÇA POLÍTICA NÃO FOI SUFICIENTE E COBRANÇA RETORNARÁ EM PEDÁGIO DE JACAREZINHO, DIVISA COM OURINHOS




Pedágio situado na cidade de Jacarezinho/PR. (Divulgação/Redação)

Supremo Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu a liminar na noite de quinta-feira (28), e a concessionária Econorte voltará a cobrar pedágio na praça de Jacarezinho a partir deste sábado (2). A decisão do presidente do Tribunal, ministro João Otávio de Noronha, também suspendeu a redução nas tarifas que era de 26,75% das Praças de Jataizinho e Sertaneja.


Com a suspensão da liminar realizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que determinava a liberação das cancelas da praça de pedágio de Jacarezinho, no Norte do Paraná, a Econorte informou que voltará a cobrar a tarifa a partir deste sábado (2).


“A liminar que determinava as medidas tinha sido concedida em uma ação civil pública que tramitava na 1ª Vara Federal de Jacarezinho, inicialmente, em novembro de 2018. No início de dezembro, a decisão foi suspensa pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que determinou que a competência da ação era da 1ª Vara Federal de Curitiba. Por sua vez, o Juízo de Curitiba confirmou a liminar e voltou a determinar a liberação da praça de Jacarezinho e a redução dos valores nas outras duas praças.” Disse o G1.

A partir da 0h00 deste sábado a cobrança das tarifas no pedágio de Jacarezinho, que é uma das mais caras do estado, voltará a cobrar R$ 20,30 para carros e demais.


LADO BOM

A decisão do Superior Tribunal de Justiça irá colaborar com a permanência de quase 100 trabalhadores diretos que poderiam ser demitidos com o encerramento das atividades na praça de Jacarezinho e com a suspensão dos serviços nos trechos da BR-153 e PR-090, que geraria mais demissões, além de possibilitar a recontratação de mais de 150 colaboradores indiretos.

O ISS suspenso para os municípios de Santo Antônio da Platina e Assaí, terá reinício do recolhimento da contribuição, concluiu a nota da Econorte.