PORTAL DE CONTEÚDO

EMPRESA QUE FAZ CONSERVAÇÃO DA BR-153 É FLAGRADA DESCARTANDO LIXO





Desrespeito ao meio ambiente causou revolta nas redes sociais nesta semana



Uma ação infeliz de alguns funcionários de uma empresa contratada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para fazer a conservação da rodovia BR-153, causou revolta nas redes sociais nesta semana. Um internauta flagrou três homens uniformizados descartando de um caminhão, pneus velhos e outros tipos de resíduos às margens desta estrada, em Ibaiti.


As imagens mostram um caminhão atravessado numa estrada rural próximo à rodovia e três homens fazendo a retirada dos entulhos e pneus. Mesmo com a presença de um veículo esperando o caminhão desobstruir a passagem no local, os funcionários não se intimidam, e continuam com a ação danosa ao meio ambiente, até despejar todo o lixo.

Em nota, a Superintendência Regional do DNIT Paraná – Unidade de Ponta Grossa – informou que já notificou formalmente via ofício a empresa contratada, no dia 30 de maio, acerca da irregularidade ambiental.  Segundo o documento, a empresa foi contratada para execução dos serviços de conservação e manutenção do trecho entre o km 52,5 até o km 246,5 da BR-153. Ou seja, ao invés de providenciar obras em prol da malha viária, o que se vê nas imagens é um desserviço para a comunidade. Afinal, os entulhos além de serem prejudiciais ao meio ambiente colaboram para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue.


A notificação enviada à empresa, alerta que o descarte de emborrachados na faixa de domínio da rodovia em meio à vegetação é incorreto e a empresa foi contratada justamente para dar destinação correta destes materiais. E que, diante disso, a empresa deve corrigir o problema, bem como não incorrer nessa falha.

“A presente notificação deve ser atendida imediatamente e ocorre sem prejuízo de eventuais multas ambientais que possam ser aplicadas a essa empresa pelo Órgão Ambiental competente, bem como sem prejuízo de eventuais sanções contratuais que venham a ser aplicadas a essa empresa por esta Autarquia, no caso de o assunto vir a gerar um processo de apuração de responsabilidade”, disse um trecho do ofício encaminhado à empresa responsável pela manutenção do trecho.




WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 – WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699 - WHATSAPP (14) 99606-1699