ÚLTIMAS NOTÍCIAS

LIXO MOTIVOU AGRESSÕES MUTUAS NA MERCEARIA DO ZINHO EM OURINHOS




Com corte no rosto e olho roxo, Radialista Marcelo Leme dá sua versão

Briga na Mercearia do Zinho, deixa Marcelo Leme ferido no rosto. (Foto - Reprodução/Rafael e Marcelo)

🌐 Jornalista | Sérgio Delfino


Na noite de sexta-feira (27), uma briga ocorreu na Mercearia do Zinho, situada na rua Hermínio Joaquim dos Remédios, 50, na vila Brasil, em Ourinhos.

Inicialmente o Sr. Rafael Fernando Tavares publicou em seu perfil na rede social Facebook, dois vídeos parciais (abaixo) onde parte dos fatos foi exposta publicamente.


VÍDEO 1

Briga na Mercearia do Zinho. (Vídeo - Divulgação/Rafael Fernando)


VÍDEO 2

Briga na Mercearia do Zinho. (Vídeo - Divulgação/Rafael Fernando)

Segundo consta no BO – Boletim de Ocorrência registrado na CPJ – Central de Polícia Judiciária de Ourinhos, o Sr. Marcelo Leme da Silva e a Sra. Gislene Martins Araújo sofreram agressões com lesões e foram atendidos pelo SAMU, sendo conduzidos até a UPA - Unidade de Pronto Atendimento de Ourinhos.


Segundo versão apresentada pelo Sr. Marcelo e pela Sra. Gislene aos policiais que atenderam a ocorrência, alegaram que sofreram agressões por parte da Sra. Edialy e do Sr. Rafael.

Briga na Mercearia do Zinho, deixa Marcelo Leme ferido no rosto. (Foto - Divulgação/Marcelo Leme)


Briga na Mercearia do Zinho, deixa Marcelo Leme ferido no rosto. (Foto - Divulgação/Marcelo Leme)

Já a Sra. Edialy Glacieli Rodrigues da Silva e o Sr. Rafael Fernando Tavares, alegaram que toda discussão começou por causa do lixo deixado em frente ao seu estabelecimento. Ainda segundo o Sr. Rafael, o Sr. Marcelo danificou seu veículo Fiat Strada e iniciou a briga danificando objetos de seu estabelecimento, na sequência agredindo a Sra. Edialy e o Sr. Rafael.

Briga na Mercearia do Zinho. (Foto - Reprodução/Rafael Fernando)


Briga na Mercearia do Zinho. (Foto - Reprodução/Rafael Fernando)

Na manhã de sábado (28), o Sr. Marcelo Leme da Silva fez contato com a equipe do Portal Notícias Ourinhos para dar a sua versão dos fatos, já que precisou ser socorrido até a UPA – Unidade de Pronto Atendimento de Ourinhos e não pode comparecer na CPJ – Central de Polícia Judiciária de Ourinhos para registrar o BO – Boletim de Ocorrência.


Segundo o Sr. Marcelo, o problema já se iniciou há tempos, como relata:

“Minha esposa tem um salão de cabeleireira já faz mais de 10 anos no mesmo endereço. Quando eles montaram um mercadinho clandestino ao lado do salão. Ele começou a vender espetinho na frente do estabelecimento dele, a fumaça ia tudo pro salão. Fui falei com ele e ele nada fez.
Passado um tempo, ele se mudou em um barracão ao lado, e continuou morando no antigo prédio ao lado do salão.
Ontem dia 27/12 pela manhã, por volta de umas 8h30, ele colocou um saco de lixo fedendo carniça na lixeira dele. O cheiro ia todo pro salão e também para a farmácia. Só que como ele acordou tarde o lixeiro já tinha passado.
Então, o que fiz, falei com ele educadamente e pedi por favor que retirasse o lixo da li, porque o cheiro estava incomodando.
O que ele fez?
Me ignorou e ainda pediu que eu chama-se a Polícia. E foi isso que fiz. Os polícias concordaram comigo e logo em seguida pediram para que o Zinho tivesse bom senso e retirasse o lixo dali.
Até então, tinha acabado a convença por ali.
Mas quando chegou à noite por volta das 20h30, minha mulher terminou o serviço no salão, estava descendo pra casa porque moro à 5 casas para baixo do salão.
O que o Zinho fez?
Alterado, já com bastante bebida, começou de lá do seu estabelecimento, a xingar minha esposa e minha filha de todo nome ruim.
Minha esposa chegou em casa tremendo e contou pra mim.
Eu como já cansado dessa situação, peguei o meu carro e fui lá tirar satisfação. Chegando lá, como está no vídeo que ele postou mais sem o áudio, né! Porque se ele colocar o áudio, todo mundo vai ouvir ele me xingando e me humilhando como sempre fez.
A mulher dele chegou vendo aquela cena, veio falar comigo, e se alterou gritando comigo e me xingando também. O que aconteceu... minha mulher entrou no meio e começou a briga com ela.
Mas eu jamais agredi ela, até porque tinha muita gente ali vendo tudo. 
Meu amigo isso uma hora ia acontecer, porque eles já estavam me tirando a paciência.
Tem mais outras coisas que ele já me fez, mas outro dia te conto porque é muita humilhação. 
Eu nunca fui disso!
Mas o cara fez eu me estourar, xingando minha mulher que ficou até tarde, trabalhando. Muito triste.
Agora pra me humilhar, ficam postando um monte de coisa de mim na internet me difamando. 
Mas eu não sou uma pessoa do mal.
Eu sou do bem!”

Segundo o Sr. Marcelo, além do BO – Boletim de Ocorrência já registrado, fará outro por ele estar sendo difamado na internet, além de processa-lo por isto.