ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RIO TIETÊ REPRESENTADO POR CÓRREGO EM OURINHOS ACABA POLUINDO PARANAPANEMA

Há meses o cheiro é insuportável no córrego Água do Jacu, em Ourinhos

A poluição despejada no córrego Água do Jacu facilita a formação da espuma e aumenta a concentração de poluentes, onde chega a deixar a água totalmente esverdeada. (Foto – Divulgação/Sérgio Delfino)

No final da manhã de terça-feira (3), o Jornalista Sérgio Delfino foi averiguar denúncia realizada por munícipes ourinhenses sobre suposta poluição no córrego Água do Jacu, em Ourinhos.

Ao chegar no córrego Água do Jacu, situado no início da estrada Municipal Fausto Natal de Camargo, no bairro Água do Jacu, Delfino confirmou a denúncia e diante de uma alta concentração de poluentes e formação de espuma, realizou uma live ao vivo fazendo a denúncia e solicitando providências por parte da Prefeitura Municipal de Ourinhos, representada pelo prefeito Lucas Pocay Alves da Silva, por parte do Superintendente da SAE, Inácio J. B. Filho para averiguação da existência de suposto despejo de esgoto poluindo o córrego e também por parte do Secretário de Meio Ambiente, Maurício Amorozini, que deve tomar providências urgentes para cessar essa poluição.

A poluição despejada no córrego Água do Jacu facilita a formação da espuma e aumenta a concentração de poluentes, onde chega a deixar a água totalmente esverdeada. (Foto – Divulgação/Sérgio Delfino)

A poluição despejada no córrego Água do Jacu facilita a formação da espuma e aumenta a concentração de poluentes, onde chega a deixar a água totalmente esverdeada. (Foto – Divulgação/Sérgio Delfino)

O córrego Água do Jacu, desemboca no rio Paranapanema, onde acaba por contribuir ainda mais em sua poluição, que já é recorrente em outras ocasiões denunciadas por Delfino, e com a lagoa de decantação existente no final da vila Musa, onde o esgoto de Ourinhos é despejado sem tratamento algum. Lembrando que o prefeito Lucas Pocay Alves da Silva, através da SAE – Superintendência de Água e Esgoto, aumentou a tributação de esgoto na cidade, passando de 50% (cinquenta) por cento para 70% (setenta) por cento do valor da tarifa de água, isso somente para levar os dejetos de sua casa até a lagoa de decantação e na sequencia despejá-los no rio Paranapanema sem nenhum tratamento.

A tarifa funciona assim:

Se você paga R$ 100,00 de água, R$ 70,00 é cobrado a parte, somente para levar os dejetos de sua casa para poluir o rio, pois não existe tratamento algum.

Há meses o cheiro é insuportável no córrego Água do Jacu, no Parque Das Flores, onde basta passar na rodovia Mello Peixoto (SP-278) por cima do córrego e sentir.

Cheiro insuportável no trecho do córrego Água do Jacu, no Parque Das Flores, em Ourinhos. (Foto – Divulgação/Sérgio Delfino)

A poluição existente no rio Tietê, na cidade de Salto (SP), é bem similar a encontrada no córrego Água do Jacu, em Ourinhos.

Rio Tietê em Salto amanheceu coberto por espuma. (Foto - Divulgação/Mayara Corrêa via TV TEM)

ASSISTA O VÍDEO FEITO AO VIVO PELO JORNALISTA SÉRGIO DELFINO

A poluição despejada no córrego Água do Jacu facilita a formação da espuma e aumenta a concentração de poluentes, onde chega a deixar a água totalmente esverdeada. (Vídeo – Divulgação/Sérgio Delfino)

DIREITO DE RESPOSTA

Desde já, está aberto o espaço para que o(s) órgão(s) responsável(is) e seu(s) representante(s) legal(is), informe(m) data para solucionar(em) o(s) problema(s) aqui denunciado(s).