ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BEBÊ É ABANDONADO DENTRO DE MOCHILA EM FORTALEZA




A criança ainda estava com o cordão umbilical

A polícia ainda está investigando o caso (Foto - Reprodução/G1)

🌐 A Redação | Ourinhos/SP


Na última quarta-feira (5), uma recém-nascida foi abandonada dentro de uma mochila em um condomínio no bairro Sítio São João, em Fortaleza (CE). De acordo com testemunhas, a criança ainda estava com o cordão umbilical. Ela foi encontrada por um casal no Residencial Euclides Ferreira Gomes, na porta de um apartamento.

Eles pegaram a menina e ligaram para a Polícia Militar. Antes da autoridade chegar ao local, diversas pessoas doaram roupas à pequena. Após o resgate, a bebê foi levada por uma ambulância do Samu para o Hospital Distrital Gonzaga Mota, mais conhecido como Gonzaguinha, no Bairro José Walter.

Segundo um socorrista,  a garota estava fisicamente bem e apresentava sinais de ter nascido a menos de 24 horas. Por enquanto, a informação é de que ela ficará em observação na unidade de saúde. A polícia irá averiguar o caso e tentará identificar o responsável por abandonar a recém-nascida no local.


Bebê abandonado em hospital

Na quarta-feira (1), um recém-nascido foi encontrado na lixeira de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul. De acordo com a Delegacia de Criança e Adolescente da cidade, que está conduzindo as investigações, uma jovem de 15 anos procurou atendimento no hospital por volta das 6h00, relatando fortes dores abdominais e sangramento. Ela estava acompanhada da mãe e negou à equipe médica que estivesse grávida.

Antes de passar pela avaliação médica, a jovem foi ao banheiro do hospital. Quem encontrou o bebê na lixeira do local foi uma das enfermeiras de plantão, que ficou intrigada ao ver sangue no chão na saída do banheiro. O recém-nascido já estava sem vida.

De acordo com Adam Lauxen, delegado plantonista que registrou o caso, o bebê foi encaminhado ao Departamento Médico Legal (DML) da região. A jovem de 15 anos, mãe da criança, ainda não foi ouvida sobre o caso.

FONTE: Bebê em Foco (clique aqui)