ÚLTIMAS NOTÍCIAS

POLÍCIA MILITAR DIZ PARA MUNÍCIPE QUE DEVE LIGAR PARA A IMPRENSA OU PARA A PREFEITURA DE OURINHOS




190 vira as costas para o povo e deixa o crime ocorrer!

Aglomeração, inexistência no uso de máscaras, e suposta prática criminosa ocorrendo todos os finais de semana em Ourinhos. (Fotos – Reprodução/Seguidora via Whatsapp)

🌐 Jornalista | Lyandra Cunha




Jovem de 23 anos tem pescoço cortado por linha de cerol no interior de SP. (Foto - Mogi Guaçu Acontece). Mulher é ferida por linha com cerol em Araras. (Foto - Arquivo pessoal)




No final da tarde de domingo (5), o Portal Notícias Ourinhos recebeu uma denúncia de munícipe ourinhense, relatando que não aguenta mais o “inferno” causado por adolescentes e marmanjos soltando pipas no bairro Recanto dos Pássaros, em Ourinhos.

Segundo a munícipe, por diversas vezes ligou para a Polícia Militar no número “190”, e nunca foi atendida. Dez vez ligou e conversou com a Cabo Silva, e sua surpresa, a policial disse para procurar a imprensa ou a prefeitura de Ourinhos.

A responsabilidade de fiscalizar e autuar infratores, é da Polícia Militar do Estado de São Paulo, conforme determina a lei, mas infelizmente, em Ourinhos, isso não ocorre.

O uso do cerol em linhas de pipas, a conhecida mistura entre cola e vidro, passou a ser proibida no Estado com a aprovação do Projeto de Lei 765/2016, aprovado pelos deputados da Alesp e sancionado pelo governador do Estado.




Além de proibir o cerol, proíbe também qualquer outro material cortante que possa ser aplicado nas linhas. A proibição abrange o uso, a posse, a fabricação e a comercialização da mistura cortante, também conhecido como linha chilena.

Caso a lei seja descumprida, a pessoa responsabilizada deverá pagar uma multa equivalente a 50 Ufesps, que na cotação atual é aproximadamente R$1.326,50 reais. No caso em que um estabelecimento descumprir a lei, a multa pode chegar a R$132 mil reais.

A lei tem como objetivo garantir mais segurança para a população e evitar ocorrências como quando são atingidos pedestres e motoqueiros. O Projeto de Lei 765/2016 passa a vigorar no estado de São Paulo como Lei Estadual 17.201/2019.




Aglomeração, inexistência no uso de máscaras, e suposta prática criminosa ocorrendo todos os finais de semana em Ourinhos. (Fotos – Reprodução/Seguidora via Whatsapp)