ÚLTIMAS NOTÍCIAS

URGENTE - Buscas pelo professor Marcelo mobiliza toda a região





A notícia do desaparecimento do professor e vendedor garcense Marcelo Ferreira Rocha, vem gerando uma grande mobilização da comunidade garcense em busca de informações que possam levar ao seu paradeiro. Seu sumiço gera ainda mais mistério e preocupação porque seu veículo foi localizado abandonado horas após ele ter saído de casa as margens da Rodovia da Comunidade, que liga Garça ao vizinho município de Álvaro de Carvalho.

Pelo que apurou a reportagem do Garça em Foco em contato com familiares, o carro estava no acostamento no sentido Álvaro, porém, na contra mão. O veículo estava intacto, com as portas abertas, chave no contato e documentos do veículo e proprietário no interior. Segundo familiares, Marcelo teria saído de casa em torno de 21h30, e por volta das 22h50 a família foi comunicada do encontro do carro abandonado. Desde então não há nenhuma informação sobre o paradeiro do rapaz, que reside com a mãe, a funcionária pública Maria Lúcia Rocha.

Como não poderia ser diferente, a mãe e demais familiares estão desesperados, e pedem que as pessoas entrem em contato imediato caso tenham alguma informação que possa trazer alívio ao sofrimento de todos. Segundo familiares, Marcelo não tem vício em bebida e muito menos faz uso de drogas. É tido como pessoa querida pelos amigos, e não teria inimigos. A polícia, que registrou o encontro do veículo, também já iniciou as diligências visando elucidar o misterioso desaparecimento do garcense que vem causando apreensão na cidade. Informações podem ser dadas através dos telefones: 98198-6505 (Marlene), 98175-8165 (Marisa) e 99681-2407 (Paulo).

Compartilhe essa matéria para que chegue ao maior número de pessoas.

Fonte: Garça em Foco

ATUALIZAÇÃO: Polícia Civil localiza o corpo do professor Marcelo Ferreira Rocha, de 38 anos, morador de Garça (SP).

Segundo informações, o corpo de Marcelo foi encontrado em uma estrada na área rural, com diversas perfurações supostamente a facadas.

Um suspeito confessou o crime e foi preventivamente preso, até que as investigações sejam concluídas.

Segundo a polícia, ele disse que houve um desentendimento entre os dois, mas os detalhes ainda estão sendo levantados pelos investigadores.